Humberto I - Moruzzi Numismática – Moedas e notas em Roma

pesquisar o site
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Humberto I

Saiba mais > As colecções italianas

Humberto Ranieri, Carlos, Emanuel João Maria, Ferdinando, Eugénio de Sabóia, primeiro filho de Vítor Emanuel II, ainda rei da Sardenha, nasceu em Turim no dia 14 de Março de 1844. Como de costume, foi orientado ainda adolescente para a carreira militar partecipando, embora fosse muito jovem, na Segunda Guerra de Independência. Combateu também em 1866, outra vez contra a Áustria, conseguindo, pela sua conduta em Villafranca, a medalha de Ouro pelo seu valor militar.
Em 1866, casou-se em Turim com a Princesa Margarida, destinada portanto a ser a primeira rainha da Itália. Graças a esta união, nasceu em 1869 o príncipe Vítor Emanuel, que teria subido ao trono como Vítor Emanuel III. Foi o único filho do casal. Quando o Pai morreu em 1878, ele ascendeu ao Trono com a difícil tarefa de substituir uma figura tão importante, ou seja a do primeiro rei da Itália, que entrou prepotentemente no imaginário popular como "Pai da Pátria".
Daí ele teve a necessidade de se tornar mais conhecido possível na localidade. Apoiado pela sua esposa e por todo o seu reinado, viajou em todas as regiões italianas, conseguindo cada vez muitos consensos, em parte devidos ao fascínio da Rainha. Homem de incomum coragem pessoal, quis sempre estar presente nas áreas afectadas por desastres naturais ou epidemias. Foi a Nápoles em 1884 na altura da epidemia de cólera que prejudicou a cidade, visitando todos os hospitais locais; foi à região do Vêneto por causa da cheia do rio Adige, a Casamicciola por causa do terremoto que devastou a cidade, a Busca, novamente por uma epidemia de cólera. Conservador na política, apoiou as ambições coloniais, em particular do governo Crispi, sobretudo para dar prestígio ao País. Na política externa foi a favor da aproximação com a Alemanha e a Áustria principalmente em função anti-francesa.
Durante os anos tão difíceis do fim do século, caracterizados por sublevações sociais  - não só na Itália - foi imposto o estado de sítio em várias províncias. Os combates de Milão, no mês de Maio de 1898, foram mesmo dramáticos como as tropas bombardearam contra a multidão. A decisão do rei, relativa à entrega duma condecoração ao General que liderou a repressão, foi muito criticada.
Em 29 de Julho de 1900, durante uma manifestação desportiva em Monza, o Rei foi assassinado por um anarquista, Gaetano Bresci. Como já tinha sido vítima de três atentados durante o seu Reinado, ele costumava levar uma cota de aço por debaixo da camisa que infelizmente não tinha naquela noite por causa do calor tórrido. A morte dele chocou muito a opinião pública, que o costumava chamar o "Rei Bom". Foi enterrado no Panteão de Roma.
Franco Ceccarelli

Qualquer expressão de cada indivíduo é diferente e pessoal, de acordo com a lógica do seu pensamento. Uma grande quantidade de produções intelectuais, especialmente na Internet, são gratuitamente disponibilizadas a todos. No entanto, não se deve esquecer que há obrigações morais e legais em respeitar a autoria das criações que não se podem reproduzir sem o consentimento de quem as realizou. Copyright Moruzzi Numismática © 1999-2016

 
© Copyright Moruzzi Numismatica 1999/2016 - All rights reserved P.IVA IT 01614081006
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal